Como proteger a pele do sol

Mulher exposta aos raios solares sem proteger a pele do sol - Mais Pfizer

Como proteger a pele do sol

A exposição ao sol sem os devidos cuidados é o principal responsável pelo câncer de pele, o tumor mais frequente no Brasil. Os raios solares também podem causar outros efeitos nocivos à pele, como envelhecimento precoce e, de forma mais imediata, queimaduras. Por isso, todo cuidado é pouco, especialmente durante os dias mais quentes. Confira algumas precauções para proteger a pele antes de sair ao ar livre.

Siga essas dicas para proteger a pele do sol

Use protetor solar diariamente - para prevenir problemas que vão de queimaduras a câncer de pele, é recomendado o uso diário do protetor solar. Lembre-se que não são só os dias na praia que ameaçam a pele, a exposição ao sol pode acontecer quando você estiver a caminho do trabalho, por exemplo. Mesmo nos dias nublados você precisa se proteger dos raios UVA e UVB e tome cuidado com o seguinte:

  • Escolha do protetor solar - procure por aqueles de amplo que protegem dos raios UVA e UVB e que tenham fator de proteção solar (FPS) 30 ou mais. Se for entrar no mar ou piscina, prefira produtos resistentes à água.
  • Reaplicação - reforce o protetor a cada duas horas ou com mais frequência, caso você entre na água ou transpire bastante.
  • Prazo de validade - verifique se o protetor que você vai usar está dentro da data de validade.
  • Aplicação - antes de sair ao sol, aplique uma boa quantidade do produto em toda a pele, sem esquecer de mãos, orelhas, nuca, pés e costas.

Cubra a pele - as roupas podem ser uma ótima maneira de proteger a pele do sol. As de tecido que não esticam, como algodão, são uma boa escolha. E, especialmente, as peças de cor escura. Elas absorvem os raios ultravioleta e esquentam, mas protegem a pele. Quando possível, use camisas de manga comprida e calça.

  • Roupas com proteção UV - para maior proteção, aposte em roupas especiais com proteção ultravioleta, que bloqueiam os raios nocivos do sol. Elas vêm com uma indicação do fator de proteção solar (FPS), como em filtros solares.
  • Acessórios - nos dias ensolarados, bonés e chapéus de aba larga são úteis para proteger a pele do rosto, pescoço e couro cabeludo. Use também óculos escuros para proteger os olhos e a pele ao redor.

Limite a exposição ao sol - procure não agendar atividades ao ar livre entre 10h e 16h, quando o sol é mais intenso. Se você precisar ficar fora durante esse horário, procure manter-se na sombra sob um guarda-sol, toldo, árvore ou outro tipo de abrigo. Como esse escudo não é perfeito, use roupas adequadas e protetor solar mesmo na sombra.

Como proteger a pele de bebês e crianças

Queimaduras solares na infância podem, em longo prazo, levar ao surgimento do câncer de pele. Por isso, é essencial que os pais ou responsáveis tomem medidas para proteger os bebês e crianças.

  • Nos primeiros seis meses de vida, os bebês não devem ser expostos diretamente ao sol e precisam ser protegidos com roupas apropriadas e chapéus;
  • A partir dos seis meses, as crianças também devem começar a usar protetor solar quando estiverem ao ar livre. Como a pele nessa fase é mais sensível, é importante pedir a orientação do pediatra sobre qual tipo de produto é adequado.

Já conhece o Programa Mais Pfizer?

O Programa Mais Pfizer tem o objetivo de facilitar o acesso e incentivar que o paciente siga o tratamento que foi prescrito pelo médico. O Programa Mais Pfizer também oferece dicas e informações para uma vida mais saudável.

Saiba mais sobre o Programa Mais Pfizer.

Referências

 

PP-PFE-BRA-2261 - dez/2019

Mais Pfizer
18 dezembro, 2019

CONTEÚDO RELACIONADO

Cadastre-se