Enable JavaScript to visit this website.

Buscar Farmácias Credenciadas

   
Você sabe o que são síndromes dolorosas neuropáticas?

Você sabe o que é dor neuropática?

A dor neuropática, ou síndrome dolorosa neuropática, é uma complicação crônica que tem como principal sintoma dores de forte intensidade. Elas são parecidas com a sensação de queimação ou de várias agulhas perfurando uma ou mais partes do corpo e pode desaparecer por conta própria. Mas, geralmente, é uma condição crônica.


 

O que causa a dor neuropática?

A condição é causada por danos aos nervos do sistema nervoso. Os principais fatores que podem causar esses danos são os seguintes:

  • Lesão ou pressão nos nervos por causa de uma cirurgia ou acidente;
  • Complicações crônicas, como infecção por HIV, diabetes, esclerose múltipla;
  • Efeitos colaterais da quimioterapia;
  • Consequências do câncer e do alcoolismo.

As síndromes dolorosas neuropáticas têm tratamento?

Quais são os sintomas da dor neuropática?

A dor neuropática pode se manifestar de várias formas e é possível que o paciente tenha dificuldade em descrever o que está sentindo. Porém, os principais sintomas são:

  • Sensação de queimação;
  • Sensação de agulhadas e choques que causam dores intensas.
  • Maior sensibilidade ao toque nas áreas afetadas também acontece muitas vezes.

Existe tratamento para a dor neuropática?

Apesar de ser uma condição crônica, existem algumas opções de tratamento para a dor neuropática que ajudam a aliviar os incômodos. Apenas o médico pode indicar qual é o melhor tratamento, mas algumas alternativas são:

Medicamentos – alguns tipos de antidepressivos têm uso bem estabelecido em casos de dor neuropática. Também podem ser usados anticonvulsionantes, pois diminuem a excitabilidade e aumentam a inibição da transmissão neural. Há ainda os analgésicos opioides, que agem em receptores presentes em todo o sistema nervoso inibindo a dor por diversos mecanismos.

Tratamentos físicos – fisioterapia, acupuntura, estimulação nervosa percutânea e estimulação nervosa elétrica transcutânea são outras opções de tratamento para a dor neuropática.

Tratamentos psicológicos – é possível que o estresse, a ansiedade e a depressão intensifiquem os sintomas da dor neuropática. Por isso, terapias comportamentais e cognitivas podem ser de grande ajuda para quem sofre com essa doença crônica.

Cuidados e recomendações para o tratamento

Busque sempre orientação médica. Quanto mais informações você tiver em relação ao seu problema, mais chances de um bom resultado você terá. E, caso utilize medicamentos, faça o tratamento seguindo as orientações do médico.

Recomendações para o tratamento para a dor neuropática


 
Como o Mais Pfizer pode ajudar?

Referências

 

Como o Mais Pfizer pode ajudar?

Apoio a adesão ao tratamento por meio de materiais informativos e benefício para compra do medicamento.

 

PP-PFE-BRA-0900